fbpx
O que você procura?
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt

Escultura exposta em Embu das Artes sofre vandalismo; entenda

Uma das esculturas da exposição Esculturas na Praça foi vandalizada na madrugada de sábado (13) para domingo (14). A obra Serafina Nordestina, da artista plástica Helaine Malca, uma das muitas esculturas expostas na praça, foi encontrada quebrada no chão.

Serafina Nordestina de Helaine Malca - Esculturas na Praça - embudasartes.net - Tudo sobre Embu das Artes
Obra Serafina Nordestina, de Helaine Malca, que foi vandalizada na madrugada de sábado para domingo – foto: Antena Paulista

Apesar de ainda não haver nenhuma informação oficial, alguns moradores confirmaram que foi um ato de vandalismo. Por volta de 3h da madrugada, uma pessoa invadiu o canteiro onde a obra estava exposta e a empurrou para o chão.

Serafina Nordestina de Helaine Malca - Esculturas na Praça - embudasartes.net - Tudo sobre Embu das Artes
Obra Serafina Nordestina, de Helaine Malca, que foi vandalizada na madrugada de sábado para domingo.

Curiosamente, a obra Serafina era uma das obras mais próximas da base da Polícia Militar, que está instalada na praça. A informação que se tem é que durante a madrugada apenas um policial fica na base, e que após o forte barulho, a PM solicitou apoio da Guarda Civil Metropolitana para checar o vandalismo, mas só foi atendida por volta das 4h.

No Facebook, um morador da cidade conseguiu capturar fotos da escultura ainda no chão. Aloísio Carmo, montador de barracas, sempre chega na praça aos sábados e domingos pela madrugada para deixar o local em condições para os expositores e turistas. Na madrugada de sábado (13) para domingo (14), Carmo escreveu em seu perfil:

“Como todos os fins de semana eu e os colegas organizadores em montagem de barracas da Feira de Embu das Artes nos deparamos com tantas atrocidades desculpe o termo.
E nesta madrugada não foi diferente chegando na Praça Central às 3h da manhã…
Me deparei com esta lamentável cena como tantas outras que vivenciamos a no centro da cidade…
Fiz estas fotos pra demonstrar minha tristeza e claro meu repúdio
Espero que as Câmeras de segurança tenha registrado isso
Não conseguir colher mais informes se foram cachorros ou o bicho humano que fez esta maldade…
Lamentamos muito mais esta maldade para com a nossa querida Embu das Artes
Hoje o dia em que comemoramos a entrada de novos expositores (SEJAM BEM VINDOS)
Temos que presenciar tal ação maldosa e ou criminosa…
Eita Embu das Artes…
Nós te Amamos mas está difícil”

Os comentários do post no Facebook mostram a tristeza de colegas embuenses perante o ato:


Outros casos de vandalismo

Há pouco mais de duas semanas, outro caso ficou conhecido na exposição que acontece na Praça.

Tributo aos Orixás de Marcos Roberto - Esculturas na Praça - embudasartes.net - Tudo sobre Embu das Artes

A obra Tributo aos Orixás, que continha várias miniaturas, foi parcialmente roubada. A comissão da exposição emitiu uma nota oficial:

A obra Tributo aos Orixás, do artista Marcos Roberto, foi vandalizada e com várias miniaturas roubadas. O escultor retirou a obra para reparos.

Nós, artistas, nos sentimos violentados com esta agressão. Pedimos a todos que dividam conosco e com o policiamento a responsabilidade de cuidar da praça, das esculturas e da limpeza.

Estamos colaborando com o Embu para cada vez mais valorizar o nosso sobrenome: das Artes.

Agradecemos o apoio de todos.

Comissão Organizadora – Associação EMBUsca das Artes.


Sobre a exposição

Esculturas na Praça
De 7/6 a 7/8
Praça das Artes, Largo 21 de Abril, s/n, Centro – Embu das Artes
Organização EMBUsca das Artes

Com a curadoria de Jair Gaiga, Jofe dos Santos, Tonia do Embu, Zé Figueiredo, a exposição quer trazer a escultura, uma das artes que iniciou a “terra das artes” pelas mãos dos artistas pioneiros (indígenas e jesuítas), e mais adiante com Cássio M´Boy, Sakai, Claudionor Assis e tantos outros.

São mais de 50 obras de 50 artistas de diferentes modalidades e técnicas, trazendo materiais como rocha granítica, mármore, metal, argila, dentre outros. A exposição traz artistas consagrados e novos para ocupar a praça do Largo 21 de Abril. A ideia é proporcionar a pessoas mais acesso à cultura.

Comentários

1 COMENTÁRIO

Posts relacionados